terça-feira, 8 de novembro de 2011

Dispo-me e vou dormir lá fora com as aves.

Chegou a casa acompanhada de um tom desarmonioso. A crise lá fora, o desconforto dentro da sua alma, um gosto amargo a quotidiano a rasgar a boca. Mas, felizmente, há palavras que oferecem bálsamos - as sugestões e partilhas de Um jeito manso, a vivência da poesia, alma e corpo, duas faces da mesma vida.

Foi assim que se lembrou de Maria do Rosário Pedreira e das mais belas palavras: casa, livros, perfume, amante, silêncio, noite, aves, corpo, genciana, flor de laranjeira, o teu nome suave, voo...


A Clean Miss
(imagem retirada de aqui)



Contam que as sombras permanecem agora mais tempo sobre
as dunas e que a flor de laranjeira rebentou pelos caminhos,
encantando as viagens; que os morangos crescem, se os dedos
se aproximam, e que já se ouve, ao longe, um rumor de asas
contrário a qualquer vento. Falam de um perfume estranho
que paira pela cidade e das palavras soltas que os rapazes
andaram a escrever pelos muros em segredo. E eu não sei nada

disto que me contam, nem me aquece a luz quente que,
como dizem, afaga de manhã os ombros de quem passa e vai
a outro lugar sentir o mesmo lume. E eu também já não sinto

a primavera: os dedos doem-me nos livros, sento-me de noite
à janela. Olho a lua que já não posso ter. Escondo-me
dos gatos. Dispo-me e vou dormir lá fora com as aves.


Maria do Rosário Pedreira, A Casa e o Cheiro dos Livros, Lisboa, Gótica, 2002.

2 comentários:

  1. Eu que amo as palavras, agora, ao ler este seu texto, fiquei sem elas. Muito obrigada, Leitora.

    E fiquei sensibilizada (mesmo!) por me juntar no texto à lembrança de Maria do Rosário Pedreira de cuja poesia tanto gosto. E este poema, Leitora, que belo que é. Ir dormir lá fora com as aves, que boa ideia, quem me dera.

    Muito lhe agradeço.

    E anime-se, afaste o desconforto de dentro da sua alma. A alma quer-se atapetada, com fofas almofadas, bem quentinha, aconchegada em palavras de harmonia. 'Deixe que a luz quente lhe afague os ombros' amanhã.

    Um beijinho, Leitora.

    ResponderEliminar
  2. Eu é que agradeço.

    Um abraço grande! Um Bom Dia!

    ResponderEliminar