quinta-feira, 17 de novembro de 2011

poesia 61 - a voz dos poetas

Hoje, a ouvir Gastão Cruz e Casimiro de Brito sobre a poesia 61, e a lembrar tantos poemas lidos com tanto gosto!

poesia 61: Casimiro de Brito, Fiama Hasse Pais Brandão, Gastão Cruz, Luiza Neto Jorge, Maria Teresa Horta.

O primeiro encontro, em 91 - Gastão Cruz, As Leis do Caos:

I'm far from being a pessimist. I see life
as a gorgeously-ironical, beautifully-indifferent,
splendidly suffering bit of chaos.

Eugene O'Neill (carta; 1923)

[Epígrafe do livro]


O ADJECTIVO

Na superfície o adjectivo brilha
O seu rosto reflecte a luz do dia
e cobre os nomes com um céu proibido


Gastão Cruz, As Leis do Caos, Lisboa, Assírio e Alvim, 1990.

2 comentários:

  1. Textos breves os seus, geralmente contidos na expressão, mas sempre muito elucidativos e contendo algum ponto de surpresa. Por isso, gosto tanto de aqui vir de visita.

    E um céu proibido a cobrir superfícies brilhantes que reflectem rostos sem nome e adjectivos imprevistos é aliciante suficiente para se começar o dia.

    Uma boa sexta-feira para si, Leitora.

    ResponderEliminar
  2. Também gosto muito das suas visitas, e dos comentários, sempre gentis e certeiros.

    Um bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar