domingo, 1 de julho de 2012

...não sei como dizer-te...

A páginas tantas, um verso magnífico, de Herberto Helder:


Não sei como dizer-te que a minha voz te procura



1 comentário: