segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A arte de amar

Ovídio oferece os seus ensinamentos a homens e mulheres, para que todos possam viver os prazeres do amor. No Livro III, dirigindo-se às damas, alerta para a veloz passagem do tempo e para a necessidade de aproveitarem o momento, irrepetível; alerta, igualmente, para a necessidade de cuidarem da beleza, que raras terão sem defeito, bem como da elegância do porte e do modo de estar. Neste ponto, assinala a vantagem de uma mulher culta, que muito ganha em conhecer os poetas: Calímaco, Anacreonte, Safo, Menandro, Propércio, Galo, Tíbulo, Varrão, Virgílio e o próprio Ovídio.
 
[Esta leitora, ciosa do conhecimento poético, assustou-se com a súbita ignorância visível no seu espelho. Aí está a borbulha da rudeza - de todos, apenas reconhece Safo, Virgílio e Ovídio!]
 
Mas a leitura prossegue, e registam-se estas avisadas palavras, especialmente úteis para as tímidas:
 
"É-vos útil a multidão, ó mulheres formosas;
conduzi muitas vezes os passos errantes para além dos vossos portais.
Muitas ovelhas procura a loba, para filar uma só presa,
e a ave de Júpiter persegue, em seu voo, muitas aves;
dê-se também a mulher formosa a ver ao povo;
de entre tantos, talvez haja um que ela seduza;
em todos os lugares deve ela permanecer, empenhada em agradar,
e entregar-se, de alma inteira, aos seus encantos.
O acaso tem a sua força em toda a parte; atira sempre o anzol;
nas águas onde menos esperas haverá peixe.
Muitas vezes, em vão vagueiam os cães por montanhas frondosas,
e cai na armadilha, sem ninguém fazer nada, o veado.
Que esperança teria Andrómeda, presa ao rochedo, menos
do que poderem as suas lágrimas encantar alguém?
É nas exéquias de um homen que se encontra, muitas vezes, um homem; ir
de cabelos desgrenhados e sem conter o pranto, eis o que fica bem."
 
Muitos outros conselhos contém este livro, interessantes todos, tanto para elas como para eles. A ler até ao fim.
 
Ovídio, A Arte de Amar, Lisboa, Cotovia, 2006 (tradução, introdução e notas de Carlos Ascenso André). 

Sem comentários:

Enviar um comentário