segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Doença


"Este relato comoveu Rossetti. Troçou de Lizzie e ela sorriu para o chão. Revelava os primeiros sintomas da doença, a paixão pela arte."


Hélia Correia, Adoecer, Lisboa, Relógio d'Água, 2010.
 


2 comentários:

  1. Hélia Correia é uma escritora fantástica. É uma daquelas escritas que vem de dentro do corpo. Ou talvez de dentro da terra.





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo consigo. Vem desses lugares longínquos e leva-nos para lá. Quanto mais leio, mais gosto.

      Eliminar