quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Natal (II)

 
 
"Não censures nada do que é humano; tudo é bom, embora não seja bom em todo o lado, nem sempre, nem para todos."(Novalis*)
 
 

 




* Novalis, Fragmentos, Lisboa, Assírio e Alvim, 1986.

Sem comentários:

Enviar um comentário