quinta-feira, 11 de abril de 2013

Tristitia


Sou o silêncio que ficou
uma cidade igual às outras
onde os gritos se esvaem
 e a tua morte se tornou minha.

Em tuas asas
quebradas
tudo se desintegra
menos a memória.

Ana Marques Gastão, Terra sem Mãe, Lisboa, Gótica, 2001.

Sem comentários:

Enviar um comentário